Janelas e fachadas de prédios também precisam de higienização

19:01 Simone Bello 0 Comentários

É comum ver as pessoas solicitando serviços de limpeza para aquele sofá engordurado, para a cortina e a janela sujas ou para o banheiro com azulejos encardidos. Mas e quando a sujeira se instala nas janelas e fachadas dos altos prédios comerciais e residenciais, como fazer a higienização desses locais não tão acessíveis assim?

Segundo o encarregado operacional de Higienização e Serviços do Grupo Poliservice, René de Castro, é necessário que os profissionais estejam habilitados para desempenhar tal função, já que o trabalho é feito “nas alturas”. “Os funcionários precisam fazer um curso de trabalho em altura, devem estar equipados com capacetes, cinto de segurança, corda para rapel, sapatos, luvas e óculos, ou seja, todos os equipamentos específicos para o trabalho”, explica.

Os serviços de limpeza e conservação industrial, comercial e predial compreendem, também, atividades voltadas para manutenção, conservação, proteção e muitas vezes até de restauração da estrutura ou do local. Essas atividades são realizadas interna ou externamente seguindo uma escala, um cronograma de atividades e uma determinada rotina diária, semanal ou mensal, dependendo de cada caso.

Além dos equipamentos específicos, os materiais de limpeza também precisam ser selecionados. “Balde de 10 litros, detergente neutro e, em alguns casos, lavadora de alta pressão, além de mangueiras com metragens corretas para atingir todos os andares são itens fundamentais”, lembra René.

Dependendo da localização do edifício e de acordo com a poluição na região onde se encontra, a periodicidade da higienização pode ser semestral ou anual.

Além de fachadas e do trabalho em altura, o Grupo Poliservice também realiza serviços de limpeza em pisos, vidros, espelhos, divisórias, móveis e limpeza de áreas verdes como roçada, corte de grama e plantio de flores sazonais.

Fonte: Jornalista Geziane Diosti

Você também pode gostar de:

0 comentários: