Peça sobre solidão e amor no Teatro Lala

13:20 Simone Bello 0 Comentários

Prosseguem as apresentações da peça "Penso, Logo Resisto", escrita e interpretada pelo advogado e produtor José Plínio Taques e dirigido por João Luiz Fiani. Até 3 de junho, no Teatro Lala Schneider, o espectador pode apreciar o monólogo que faz uma reflexão sobre a solidão, de forma crítica e divertida.

Sob a iluminação de Beto Bruel e embalado pela música de Thiago Lima, José Plínio mostra, com texto leve e carregado de emoção, a vida de um homem maduro, sozinho na cidade grande, onde a comunicação entre as pessoas está cada vez mais limitada à internet. Em busca de companhia, ele percorre as noites curitibanas, mas só encontra mais solidão. O cenário e figurinos são de Luiz Afonso Burigo.

Serviço

Peça: "Penso, Logo Resisto", texto e interpretação de José Plínio Taques.
Direção: João Luiz Fiani. Iluminação: Beto Bruel. Música: Thiago Lima. Cenário e figurino: Luiz Afonso Burigo.
Teatro Lala Schneider (Rua Treze de maio, 629 - (http://www.teatrolala.com.br/).
Apresentações até 3 de junho, de sexta a domingo, às 21 horas. Ingressos a R$ 20 e R$ 10.
Peça produzida com Incentivo da Servopa pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Apoio da OAB-PR Cultural, Caixa de Assistência dos Advogados (CAA-PR) e Imobiliária Taques.
 
Fonte: NCA Comunicação

Você também pode gostar de:

0 comentários: