Odontologia da beleza: rosto mais jovial com mudanças no formato da face e do sorriso

11:29 Simone Bello 0 Comentários

Pasme! Ela pode recuperar a espessura do lábios, reduzir a flacidez, atenuar o conhecido bigode chinês e corrigir a desarmonia entre a largura e a altura do rosto.


Quando pensamos em rejuvenescimento facial, logo nos vem à mente os diversos tipos de procedimentos estéticos que o mercado da beleza oferece. Entre tantas opções, em geral, não nos damos conta do quanto a odontologia pode fazer por nós na busca de um rosto mais jovial e harmônico. Atualmente, as avançadas técnicas odontológicas permitem mudanças no formato do rosto, dos lábios e, pasme, até mesmo na redução das linhas de expressão. 

Mas, então, por que não nos atentamos a elas?
Segundo a dentista Mylene Gonçalves, da Murano Odontologia, especialista em reabilitação oral, o potencial da odontologia funcional e estética em proporcionar uma aparência mais jovem ainda é bastante subestimado. Um dos motivos é cultural: Estamos acostumados a pensar no dentista como aquele profissional que irá cuidar da nossa saúde dentária e do nosso sorriso, de uma forma isolada.

 "Não vamos ao dentista quando almejamos optar por um procedimento para rejuvenescimento facial. Mas, deveríamos", frisa Mylene. Segundo ela, atualmente, as diferentes e avançadas técnicas desta área permitem proporcionar verdadeiras transformações em nosso rosto, e reduzir em anos os sinais do tempo.

Rosto mais jovem 
Diversos são os recursos que podem ser utilizados para rejuvenescimento da face e do sorriso. Entre eles está o uso correto da prótese. Além de deixar os dentes mais brancos e no tamanho adequado, o que é definido pelas características faciais, o correto posicionamento dos dentes fornece o suporte labial necessário para a redução da flacidez facial. Com isso, atenua o conhecido bigode chinês (sulco nasolabial), recupera a espessura dos lábios, e a altura do terço inferior da face, muito importante para gerar harmonia entre a largura e a altura do rosto.

Harmonia facial
Outro recurso bem interessante é o da cirurgia ortognática, conhecida por modificar a posição do maxilar, queixo e gengiva. Ela altera consideravelmente a fisionomia do paciente, pois, corrige as desarmonias entre os maxilares e os demais ossos da face. 

"Neste tipo de problema é comum encontrar uma desarmonia entre o tamanho do rosto e do queixo, que pode ser considerado muito grande ou muito pequeno em relação ao formato da face. Pode até dar a impressão de que o nariz é que esta desproporcional ao rosto", exemplifica Mylene Gonçalves. 

Funcionalmente, quem sofre com esse tipo de problema pode ter grandes dificuldades de respiração, mastigação, deglutição e fala, além de dores de cabeça e de ouvido. 

Parceria com outras áreas estéticas
Mylene Gonçalves ressalta que a odontologia também é uma importante aliada dos dermatologistas e cirurgiões plásticos, otimizando resultados de procedimentos estéticos feitos com o uso de cosméticos e/ou cirurgias plásticas. E, sim, o trabalho em parceria, entre dentista e cirurgião plástico já é um caminho utilizado nos dias de hoje para que o paciente obtenha o resultado almejado. 

Por outro lado, comenta a dentista, há situações em que a odontologia pode até mesmo evitar o uso do bisturi. "Mas, isso exige um trabalho minucioso e integrado, entre profissionais da odontologia funcional e estética", acrescenta.

Planejamento estético e funcional
Para se obter o resultado almejado com o tratamento odontológico, Mylene explica que é necessário realizar, primeiro, um correto diagnóstico, aliado a um planejamento estético (digital) e funcional. A saúde, a beleza do sorriso e do rosto caminham juntas na odontologia. 

"Harmonizar os dentes e lábios com a face exige estudo minucioso e muito cuidado", observa a dentista. Segundo ela, é necessário fotografar e analisar toda a face do paciente e fazer um ensaio intraoral, o qual permite visualizar o resultado do futuro sorriso, e a mudança facial. Esse procedimento, possibilita adequações do planejamento antes mesmo da sua execução.

As indicações do tipo de tratamento são diferentes para cada paciente. Outra boa notícia é que, atualmente, além de proporcionar mais beleza, e serem mais rápidos, os procedimentos dentários funcionais e estéticos não causam dor. 

Exemplos de procedimentos estéticos
Planejamento estético e funcional (proporciona sorriso que combina com a face);

Rejuvenescimento da face e do sorriso (permite aparência mais jovial);

Clareamento dental (deixa os dentes brancos de forma natural);

Facetas de porcelana (corrige imperfeições de cor, forma e/ou posição);

Fechamento de Diastemas (fecha os espaços indesejáveis entre os dentes);

Cirurgia Plástica Gengival (corrige a quantidade de gengiva aparente ao sorrir);

Cirurgia Ortognática (procedimento funcional e estético. Corrige as desarmonias entre os maxilares e os demais ossos da face);

Restaurações em resina composta de última geração (deixa os dentes com cor e forma exatas).


Fonte: Jornalista Sandra Santos

Você também pode gostar de:

0 comentários: