Trote Solidário arrecada mais de 6 mil chocolates

07:29 Simone Bello 0 Comentários

No último sábado, dia 7 de março, a FAE Centro Universitário reuniu centenas de calouros e veteranos, no Teatro Bom Jesus, para o evento #INTEGRACALOURO, que faz parte da ação Trote Solidário. Por meio de uma gincana entre as unidades da instituição de ensino de Curitiba e São José dos Pinhais, nos meses de fevereiro e março, os universitários arrecadaram mais de 6 mil doces, entre caixas e barras de chocolate. As guloseimas serão destinadas ao IPCC (Instituto Pró-Cidadania de Curitiba), Fundação Iniciativa, Associação Padre João Ceconello, Vila Pantanal (Grupo Resgate), CMEI Jardim Alegre e Escola Municipal Coronel João Cândido de Oliveira e promete trazer mais alegria para Páscoa de muitas crianças.

A abertura do encontro foi marcada pela Palestra sobre Empreendedorismo Social e Desafios Globais, com Diego Baptista, Co-Fundador da ONG Sociedade Global e Consultor da NOZ Desenvolvimento e Cocriação em Sustentabilidade. O Coro Cênico Pequeno Cotolengo também não ficou de fora. O espetáculo Faz de Conta foi apresentado pelos moradores da instituição. Antes do resultado final, os presentes puderam assistir ao show cover do Michael Jackson com Leonardo Kulik, ex- aluno da FAE.

Resultado
Durante, aproximadamente, um mês, os estudantes de todos os cursos de graduação realizaram uma força tarefa para arrecadar os itens propostos pelo Trote Solidário da FAE. Para motivar os jovens, a instituição realizou uma competição em formato de gincana. Os grupos que mais arrecadaram doações receberam certificados de horas complementares. Viccenzo Zanlorenzi, estudante de administração e representante da turma vencedora, acredita que essa experiência inicial só veio a somar. “É uma sensação única poder ajudar as pessoas. Estou muito motivado. Arrecadamos tantos produtos! Conseguimos ver a proposta de maneira diferente. Estamos muito contentes”, conta Viccenzo.

Para Rita de Cássia Kleinke, coordenadora da Pastoral Universitária da FAE, não há nada melhor do que integrar e fazer o bem. “É uma alegria imensa poder ver a transformação e a mudança de uma cultura. Estamos empenhados em trabalhar a sensibilidade de ajudar o outro e fazer o bem, provocando mudanças nas atitudes. Vimos que nossos alunos também”, relata Rita emocionada. 

Fonte: Lide Multimídia - Assessoria de Imprensa

Você também pode gostar de:

0 comentários: