Nova tecnologia garante mais segurança em cirurgias da visão

09:23 Simone Bello 1 Comentários

Nova tecnologia garante mais segurança em cirurgias da visão Método Intralase disponível em Curitiba reduz tempo de recuperação e melhora os resultados cirúrgicos na correção de miopia, astigmatismo e hipermetropia

Para quem deseja se livrar do uso de óculos ou das lentes de contato, já está disponível no país uma nova tecnologia em cirurgias refrativas, que permite corrigir miopia, astigmatismo e hipermetropia. É o chamado Método Itralase, um aparelho que torna as operações da visão mais seguras e reduz significativamente o tempo de recuperação. Em Curitiba, o procedimento vem sendo adotado na Clínica Schaefer.

Segundo a oftalmologista Tania Schaefer, esta tecnologia representa um novo padrão em correção visual a laser no mundo. "É uma opção mais eficiente e saudável, porque o procedimento é 100% a laser, e vem conduzindo milhares de pacientes a uma melhora significativa da sua visão", destaca a médica. Com o Método Intralase, além do LASIK tradicional, os cortes que antes eram feitos mecanicamente, hoje são feitos a laser com maior precisão.

O Método Intralase está entre as técnicas cirúrgicas refrativas que mais aumentam no mundo hoje, pelos resultados superiores que proporciona. Mais de 2 milhões de procedimentos LASIK realizados, têm empregado o Método de Intralase. De forma inversa, dados de mercado mostram que a cirurgia tradicional que utiliza o Microcerátomo nos procedimentos de LASIK está declinando. "Há um rápido crescimento
do Método Intralase junto a médicos e pacientes, principalmente quando descobrem os benefícios sobre o método tradicional", reforça Tania Schaefer.

Como funciona o Método Intralase
Disponível comercialmente no EUA desde 2001, o Laser de Femtossegundo é usado no primeiro passo do procedimento de LASIK, para criação de um flap na córnea. O segundo passo envolve alteração da córnea com um excimer laser. Historicamente, o primeiro passo do LASIK era executado usando um microcerátomo, um dispositivo que utiliza uma lâmina oscilante.

O Método Intralase elimina o microcerátomo e sua lâmina. Com ele, o cirurgião tem maior segurança, pois usa um laser controlado por computador, que entrega precisamente rápidos pulsos de luz, com a duração de um quadrilhonésimo de segundo, para uma profundidade e posição pré-programada dentro da córnea. Cada pulso forma uma bolha microscópica que se conecta as demais de forma sequencial e precisa. Após
isto o cirurgião levanta o flap para revelar uma superfície suave para receber o tratamento com o excimer laser.

Em estudos clínicos, o Método Intralase mostrou resultados visuais superiores e com menos complicações. Mais que 95 por cento de pacientes de LASIK alcançam 20/20 visão, ou melhor. O Método IntraLase leva aproximadamente 10 a 15 segundos por olho, com o procedimento frequentemente completado em ambos os olhos em aproximadamente 30 minutos. Pacientes enxergam melhor imediatamente com recuperação que tipicamente leva algumas horas, seguida de poucos dias de moderada irritação no olho.

Fonte: NCA Comunicação

Você também pode gostar de:

Um comentário:

  1. Hoje em dia a oftalmologia em curitiba está melhorando muito porque a tecnologia avança e com isso os médicos podem melhorar também os procedimentos de cirurgia.

    ResponderExcluir