Telma Richter será uma das artistas plásticas a representar o Paraná em exposição internacional

20:00 Simone Bello 0 Comentários

A instalação da artista paranaense Telma Richter vai representar o Paraná no 3º Salão de Outono da América Latina (SOAL), em São Paulo. Intitulada "Valia", a obra será formada por centenas de pacotes de café embalados a vácuo e tem como objetivo despertar a memória visual e olfativa do espectador, além do desejo causado pelo cheiro do café. A artista correlaciona a produção da bebida e sua importante participação no desenvolvimento econômico do Brasil e do mundo. A obra foi selecionada pelos jurados responsáveis do SOAL, Salão de periodicidade anual, criado para receber obras inéditas e dar oportunidade para que artistas emergentes ou pouco conhecidos mostrem seus trabalhos. Este ano, o SOAL acontece de 7 a 31 de maio, na Galeria Marta Traba, dentro do Memorial da América Latina em São Paulo.

“Certa vez, caminhando a passeio pelo Centro Histórico de São Paulo, observava a grandiosidade da arquitetura local, sentindo como se todo aquele mármore e ferro fundido fossem frutos da riqueza do café”, declara Richter. Para a artista, o café é uma bebida que cria laços e estimula amizades. "Ligar a bebida do café à estruturação de uma das maiores cidades do mundo, e até mesmo ao crescimento econômico do país em certo período, é para mim algo grandioso e insólito ao mesmo tempo. Não sendo alimento proteico nem calórico, o café se vale somente de sua rara composição molecular para seduzir nossos estímulos com seu aroma único", acrescenta.

A obra

A obra “Valia” é uma composição em bloco de um metro cúbico, formada por pacotes dourados de café, numa alusão ao empilhamento padrão de barras de ouro, guardadas como lastro econômico em diversos países, fazendo trocadilho entre a grandeza de valor do ouro e a grandeza de valor do café, segunda bebida mais consumida no mundo e principal mercadoria agrícola, presente nas principais bolsas de valores de grandes potências econômicas.

A artista

Telma Richter é formada em pintura e fotografia pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, atualmente suas pesquisas na arte associam psicologia, livre expressividade, economia e sustentabilidade. Richter inicia sua carreira artística aprendendo técnicas variadas de pintura com a artista Hosana Ortiz. Aperfeiçoa-se em aquarela no Centro Ilustração Botânico Botânica do Paraná. Posteriormente, em busca de aprofundar seus conhecimentos em História da Arte, viaja por várias cidades ao norte da Itália, onde tem contato com aquarelistas pintores de paisagens e conhece técnicas de pintura com uso de tintas minerais. Tornou-se especialista em ensino de arte e atualmente trabalha em seu atelier, junto ao calor da cozinha e ao verde de do quintal, como gosta de dizer.

Richter foi selecionada para o 3º Salão de Outono América Latina- 2015 com o projeto de Instalação "Valia".

Serviço:
"Valia"
3º Salão de Outono da América Latina (SOAL)
7 a 31 de maio de 2015
Galeria Marta Traba, terça a dom., 9h às 18h
Fundação Memorial da América Latina
GRÁTIS

Fonte: Comunicare 

Você também pode gostar de:

0 comentários: